Cirurgias Estéticas > Mama
mama

Lipoenxertia nas Mamas

Para aqueles que gostariam de diminuir a gordura indesejada em áreas específicas do corpo e ao mesmo tempo recuperar ou adicionar volume em outras áreas do corpo, a lipoenxertia pode melhorar os contornos do corpo e revitalizar a aparência geral. Um procedimento de lipoenxertia funciona através da remoção do excesso de gordura indesejada, através de lipoaspiração, e injeção em áreas do corpo onde o rejuvenescimento é desejado. O rosto, as mamas e nádegas são três áreas comuns que podem ser revitalizadas usando injeções de gordura.

Indicações

As mulheres que estão insatisfeitas com o tamanho dos seus seios ou têm mudanças na aparência da mama decorrentes de ressecções mamárias por tumores podem melhorar a forma e volume das mamas com uma transferência de gordura. Uma lipoenxertia mamária permite geralmente apenas um pequeno aumento por sessão no tamanho da mama, mas oferece resultados naturais.

Procedimento Cirúrgico

A lipoenxertia deve ser sempre realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral ou peridural combinada a uma sedação. A duração da lipoenxertia pode variar entre 1 a 3 horas dependendo da extensão e técnica empregadas.

O seu cirurgião irá marcar cuidadosamente as áreas onde a gordura será removida, e as áreas onde a gordura será injetada. Estas marcações serão usadas como guias durante o procedimento. Seu cirurgião começará o procedimento usando a lipoaspiração para retirar sua gordura e em seguida, as células de gordura não danificadas que foram removidas são isoladas, purificadas, e preparadas para ser injetadas nas mamas. Usando um movimento para a frente e para trás, a gordura é lentamente adicionada em várias áreas até que o volume desejado seja alcançado.

Pós-operatório

A alta hospitalar costuma ser dada 12-24hs após o procedimento. Pode haver dor, aumento de volume, e pequenos ferimentos após o procedimento. O uso de um sutiã especial ou uma malha de compressão auxiliano processo de cicatrização. As malhas de compressãoproporcionam conforto e sustentação, diminuem o inchaço e ajudam a manter a posição dos enxertos de gordura.

É possível retornar ao trabalho em poucos dias e retomar as atividades normais em aproximadamente uma ou duas semanas. Nota-se melhora da aparência logo após cirurgia. Melhora ainda maior pode ser observada de 4 a 6 semanas após o procedimento, com redução do edema. Os resultados finais serão notados em aproximadamente 3 meses pois as celulas de gordura enxertadas podem sofrer algum grau de reabsorção.

Mamoplastia Redutora


veja o vídeo

Assim como outras partes do corpo, as mamas sofrem alterações decorrentes da genética, envelhecimento, gravidez e amamentação, ganho ou perda de peso e mudanças hormonais. A redução remove tecido mamário em excesso proporcionando aparência mais saudável e tamanho mais confortável, dando nova forma às mamas, tornando-as mais firmes e elevadas, em posição mais jovem. Outro beneficio é a simetria entre mamas eventualmente desiguais.

Indicações

Mamas muito grandes geralmente causam dor nas costas e pescoço, além de marcar os sutiãs e irritação por causa das alças nos ombros. Pode haver alteração do sono e comprometer certas atividades, assim como maior chance de desenvolvimento de lesões, como irritações cutâneas e infecções por cândida ou outros fungos nas dobras abaixo das mamas. Felizmente, a cirurgia conhecida como mamoplastia de redução ou simplesmente mamoplastia redutora, proporciona bons resultados com melhora e alivio a todos estes problemas

Procedimento Cirúrgico

A mastopexia deve ser sempre realizada em ambiente hospitalar, normalmente sob anestesia geral ou anestesia local com sedação . A duração do procedimento pode variar de duas a quatro horas, dependendo de sua complexidade e técnica utilizada.

As técnicas de redução variam dependendo do tamanho e forma das mamas, quantidade de tecido removido, e outro fatores como cicatriz ou necessidade de aleitamento futuro. Os procedimentos habituais incluem incisão em T invertido, incisão vertical, enxerto livre de mamilo, e lipoaspiração. O T invertido, ou técnica em âncora, prolonga-se ao redor do topo da aréola, para baixo e em direção lateral e central ao longo da curvatura natural da mama. A técnica de incisão vertical se estende ao redor do topo da aréola com incisão em forma de V para baixo em direção a linha média. A técnica de enxerto livre de mamilo remove o mamilo e a aréola da mama após remoção de tecido. A lipoaspiração também pode ser usada isoladamente ou em associação a outras técnicas para remover o excesso de gordura das mamas em algumas mulheres.

Pós-operatório

A alta hospitalar costuma ser dada entre 12 e 24 hs após o procedimento. Edema e alteração de coloração são comuns após o procedimento e desaparecem com o passar dos dias. A dor desaparece rapidamente e pode ser controlada com analgésicos comuns. Os drenos cirúrgicos são removidos após um ou dois dias e as suturas, caso não sejam absorvíveis, são removidas após 7 a 10 dias. O uso de um sutiã especial ou uma malha de compressão auxilia no processo de cicatrização, ajuda a diminuir o inchaço evitando a formação de líquido, além de proporcionar conforto e sustentação.

O retorno ao trabalho é geralmente recomendado 7 a 10 dias após a cirurgia, recomenda-se evitar atividades pesadas, como a prática de exercícios, por três ou quatro semanas após o procedimento, de modo que seu corpo tenha tempo suficiente para cicatrizar. Dirigir é permitido após 10-14 dias.

Embora as cicatrizes sejam avermelhadas e grandes no inicio, elas vão desaparecendo e se tornando mais finas e discretas, levemente descoloradas sendo facilmente escondidas abaixo de tops ou biquínis. As pacientes geralmente ficam bem satisfeitas com a redução do peso corporal, mais livres para se envolver em atividades físicas, e com uma nova aparência, menor e mais jovem das mamas

Mastopexia (Lifting dos Seios)


veja o vídeo

Assim como outras partes do corpo, as mamas sofrem alterações decorrentes da genética, envelhecimento, gravidez e amamentação, ganho ou perda de peso e mudanças hormonais. Mamas firmes e simétricas geralmente começam a cair, ficando com um aspecto pesado ou flácido. Uma mastopexia pode ajudar a mama a ficar firme novamente, que definirá as curvas do corpo e dará aos seios uma aparência jovial.

Indicações

Embora existam muitos fatores que possam contribuir para a flacidez das mamas, o processo de envelhecimento e os efeitos da gravidade exercem um papel importante nessas alterações. Assim os ligamentos suspensórios que unem a mama à

parede torácica enfraquecem e esticam por conta da gravidade. As mamas aumentam durante a gestação e a amamentação, o que faz a pele esticar ainda mais. Por fim, as mudanças de peso e até as alterações hormonais podem modificar o aspecto das mamas. Esses fatores, associados, podem fazer a mama cair ou, em alguns casos, inclinar para baixo.

Procedimento Cirúrgico

A mastopexia deve ser sempre realizada em ambiente hospitalar, normalmente sob anestesia geral ou anestesia local com sedação . A duração do procedimento pode variar de duas a quatro horas, dependendo de sua complexidade e se um procedimento adicional, como a colocação de próteses, será realizado ao mesmo tempo. Durante o procedimento de mastopexia, o excesso de pele é retirado, e a pele restante, esticada. Consequentemente, a forma das mamas melhora e elas são reposicionadas. O médico avaliará o grau da ptose, ou queda das mamas, para determinar o procedimento mais adequado. Existem três técnicas básicas de mamoplastia de aumento, conhecidas como periareolar, vertical e em âncora, usadas para corrigir graus cada vez maiores de ptose, respectivamente, que podem ser associadas com a inclusão de implantes mamários nos casos de falta de volume mamário.

Pós-operatório

A alta hospitalar costuma ser dada entre 12 e 24 hs após o procedimento. O uso de um sutiã especial ou uma malha de compressão auxilia no processo de cicatrização, ajuda a diminuir o inchaço evitando a formação de líquido, além de proporcionar conforto e sustentação. Caso seja utilizado um dreno cirúrgico, ele geralmente será retirado em até 3 dias após o procedimento, e as suturas caso não sejam absorvíveis são removidas após 7 a 10 dias.

Pode ser que você sinta dor leve e observe inchaço e hematomas, assim como dormência ao redor da aréola, que devem desaparecer em algumas semanas. Embora já se sinta apta a retornar ao trabalho em uma semana, recomenda-se evitar atividades pesadas, como a prática de exercícios, por três ou quatro semanas após o procedimento, de modo que seu corpo tenha tempo suficiente para cicatrizar. Dirigir é permitido após 10-14 dias. A drenagem linfática das mamas não é recomendada nestes casos para evitar a movimentação das mamas e eventualmente dos implantes.

Você notará uma diferença drástica no formato e na posição das mamas logo após o procedimento, entretanto pode levar um ano até que os resultados finais sejam visíveis. É importante observar que, se você engravidar após uma mamoplastia de aumento, os efeitos da gestação e da amamentação poderão comprometer os resultados e fazer com que suas mamas fiquem flácidas e mudem de forma novamente. Portanto pergunte ao seu cirurgião o momento mais adequado para realização de sua cirurgia.

Prótese de Mama - Via Axilar


veja o vídeo

A inclusão de implante mamário, ou mamoplastia de aumento, é um dos procedimentos de cirurgia plástica mais comuns realizados atualmente. Isto acontece pois com o decorrer do tempo, fatores como idade, genética, gravidez, alterações no peso, exposição ao sol e gravidade podem mudar o tamanho e a forma das mamas.

Indicações

Mulheres que estão insatisfeitas com o tamanho ou tiveram alterações na forma de suas mamas que desejam obter mamas mais firmes e atraentes através da inclusão de implantes mamários. A cirurgia pode aumentar o tamanho das mamas ou deixá-las simétricas, devolver seu volume ou reconstruí-las após sua perda total ou parcial. É importante lembrar que o implante mamário não consegue corrigir as mamas caídas. Nesses casos, geralmente é necessária uma mastopexia (lifting das mamas), que pode ser realizada em conjunto com esse procedimento.

Implantes Mamários

Os implantes possuem uma variedade de formas, texturas e perfis. Podem ser redondos ou anatômicos e ter superfície lisa ou texturizada, com diferentes alturas e projeções que variam de acordo com seu tamanho ou volume. O tipo, estilo e tamanho dos implantes escolhidos são determinados pelo seu estilo de vida, contorno corporal, quantidade de tecido mamário e tamanho e aparência desejados.

As próteses mamárias podem ser colocadas em dois locais diferentes: submuscular e subglandular. Na submuscular, o implante é colocado parcial ou totalmente abaixo do músculo peitoral, contra a parede torácica. Já na colocação subglandular, a prótese é posicionada abaixo do tecido mamário e acima do músculo peitoral. Converse com seu médico sobre o tipo de implante mamário e a localização ideal para você.

Procedimento Cirúrgico

A mastoplastia de aumento deve ser sempre realizada em ambiente hospitalar, normalmente sob anestesia geral ou anestesia local com sedação. A duração pode variar entre 1 a 2 horas dependendo da dificuldade e técnica empregadas.

A incisão transaxilar é feita na dobra natural da axila, sem cicatriz na mama, através de uma pequena incisão em cada axila. Embora a incisão seja colocada em locais menos perceptíveis, seu tamanho e aspecto podem variar de acordo com o tipo e tamanho do implante, o contorno corporal da paciente e a preferência do cirurgião. As cicatrizes desaparecerão lentamente dentro de alguns meses, mas pode levar até 18 mêses para que melhorem completamente. Como em todo procedimento cirúrgico, a paciente pode sentir dor e inchaço na área operada. O inchaço diminui em poucos dias, mas pode persistir por algumas semanas.

Pós-operatório

A alta hospitalar costuma ser dada em até 12 hs após o procedimento. Pode haver dor leve, aumento de volume, e pequenos ferimentos após o procedimento. O uso de um sutiã especial ou uma malha de compressão auxilia no processo de cicatrização. As malhas de compressão proporcionam conforto e sustentação, diminuem o inchaço e ajudam a manter a posição dos implantes. Além do sutiã, a utilização de uma faixa elástica sobre o sutiã no colo mamário, ajuda a impedir a mobilização dos implantes. Caso seja utilizado um dreno cirúrgico, ele geralmente será retirado em até 3 dias após o procedimento, e as suturas caso não sejam absorvíveis são removidas após 7 a 10 dias.

Você provavelmente poderá voltar ao trabalho após três a sete dias do procedimento. No entanto, é importante evitar atividades intensas e carregamento de peso por três ou quatro semanas. Dirigir é permitido após 10-14 dias. A drenagem linfática das mamas não é recomendada nestes casos para evitar a movimentação dos implantes.

O resultado definitivo será visível depois que os implantes estiverem adaptados e o inchaço tiver desaparecido por completo. É importante lembrar que a forma das mamas continuará sofrendo mudanças ao longo do tempo.

Prótese de Mama - Via Inframamária


veja o vídeo

A inclusão de implante mamário, ou mamoplastia de aumento, é um dos procedimentos de cirurgia plástica mais comuns realizados atualmente. Isto acontece pois com o decorrer do tempo, fatores como idade, genética, gravidez, alterações no peso, exposição ao sol e gravidade podem mudar o tamanho e a forma das mamas.

Indicações

Mulheres que estão insatisfeitas com o tamanho ou tiveram alterações na forma de suas mamas que desejam obter mamas mais firmes e atraentes através da inclusão de implantes mamários. A cirurgia pode aumentar o tamanho das mamas ou deixá-las simétricas, devolver seu volume ou reconstruí-las após sua perda total ou parcial. É importante lembrar que o implante mamário não consegue corrigir as mamas caídas. Nesses casos, geralmente é necessária uma mastopexia (lifting das mamas), que pode ser realizada em conjunto com esse procedimento.

Implantes Mamários

Os implantes possuem uma variedade de formas, texturas e perfis. Podem ser redondos ou anatômicos e ter superfície lisa ou texturizada, com diferentes alturas e projeções que variam de acordo com seu tamanho ou volume. O tipo, estilo e tamanho dos implantes escolhidos são determinados pelo seu estilo de vida, contorno corporal, quantidade de tecido mamário e tamanho e aparência desejados.

As próteses mamárias podem ser colocadas em dois locais diferentes: submuscular e subglandular. Na submuscular, o implante é colocado parcial ou totalmente abaixo do músculo peitoral, contra a parede torácica. Já na colocação subglandular, a prótese é posicionada abaixo do tecido mamário e acima do músculo peitoral. Converse com seu médico sobre o tipo de implante mamário e a localização ideal para você.

Procedimento Cirúrgico

A mastoplastia de aumento deve ser sempre realizada em ambiente hospitalar, normalmente sob anestesia geral ou anestesia local com sedação. A duração pode variar entre 1 a 2 horas dependendo da dificuldade e técnica empregadas.

A incisão inframamária é feita na dobra abaixo de cada uma das mamas. Embora a incisão seja colocada em locais menos perceptíveis, seu tamanho e aspecto podem variar de acordo com o tipo e tamanho do implante, o contorno corporal da paciente e a preferência do cirurgião. As cicatrizes desaparecerão lentamente dentro de alguns meses, mas pode levar até 18 mêses para que melhorem completamente. Como em todo procedimento cirúrgico, a paciente pode sentir dor e inchaço na área operada. O inchaço diminui em poucos dias, mas pode persistir por algumas semanas.

Pós-operatório

A alta hospitalar costuma ser dada em até 12 hs após o procedimento. Pode haver dor leve, aumento de volume, e pequenos ferimentos após o procedimento. O uso de um sutiã especial ou uma malha de compressão auxilia no processo de cicatrização. As malhas de compressão proporcionam conforto e sustentação, diminuem o inchaço e ajudam a manter a posição dos implantes. Caso seja utilizado um dreno cirúrgico, ele geralmente será retirado em até 3 dias após o procedimento, e as suturas caso não sejam absorvíveis são removidas após 7 a 10 dias.

Você provavelmente poderá voltar ao trabalho após três a sete dias do procedimento. No entanto, é importante evitar atividades intensas e carregamento de peso por três ou quatro semanas. Dirigir é permitido após 10-14 dias. A drenagem linfática das mamas não é recomendada nestes casos para evitar a movimentação dos implantes.

O resultado definitivo será visível depois que os implantes estiverem adaptados e o inchaço tiver desaparecido por completo. É importante lembrar que a forma das mamas continuará sofrendo mudanças ao longo do tempo.

Prótese de Mama - Via Periareolar


veja o vídeo

A inclusão de implante mamário, ou mamoplastia de aumento, é um dos procedimentos de cirurgia plástica mais comuns realizados atualmente. Isto acontece pois com o decorrer do tempo, fatores como idade, genética, gravidez, alterações no peso, exposição ao sol e gravidade podem mudar o tamanho e a forma das mamas.

Indicações

Mulheres que estão insatisfeitas com o tamanho ou tiveram alterações na forma de suas mamas que desejam obter mamas mais firmes e atraentes através da inclusão de implantes mamários. A cirurgia pode aumentar o tamanho das mamas ou deixá-las simétricas, devolver seu volume ou reconstruí-las após sua perda total ou parcial. É importante lembrar que o implante mamário não consegue corrigir as mamas caídas. Nesses casos, geralmente é necessária uma mastopexia (lifting das mamas), que pode ser realizada em conjunto com esse procedimento.

Implantes Mamários

Os implantes possuem uma variedade de formas, texturas e perfis. Podem ser redondos ou anatômicos e ter superfície lisa ou texturizada, com diferentes alturas e projeções que variam de acordo com seu tamanho ou volume. O tipo, estilo e tamanho dos implantes escolhidos são determinados pelo seu estilo de vida, contorno corporal, quantidade de tecido mamário e tamanho e aparência desejados.

As próteses mamárias podem ser colocadas em dois locais diferentes: submuscular e subglandular. Na submuscular, o implante é colocado parcial ou totalmente abaixo do músculo peitoral, contra a parede torácica. Já na colocação subglandular, a prótese é posicionada abaixo do tecido mamário e acima do músculo peitoral. Converse com seu médico sobre o tipo de implante mamário e a localização ideal para você.

Procedimento Cirúrgico

A mastoplastia de aumento deve ser sempre realizada em ambiente hospitalar, normalmente sob anestesia geral ou anestesia local com sedação. A duração pode variar entre 1 a 2 horas dependendo da dificuldade e técnica empregadas.

A incisão periareolar é feita no perímetro da aréola de cada uma das mamas. Embora a incisão seja colocada em locais menos perceptíveis, seu tamanho e aspecto podem variar de acordo com o tipo e tamanho do implante, o contorno corporal da paciente e a preferência do cirurgião. As cicatrizes desaparecerão lentamente dentro de alguns meses, mas pode levar até 18 mêses para que melhorem completamente. Como em todo procedimento cirúrgico, a paciente pode sentir dor e inchaço na área operada. O inchaço diminui em poucos dias, mas pode persistir por algumas semanas.

Pós-operatório

A alta hospitalar costuma ser dada em até 12 hs após o procedimento. Pode haver dor leve, aumento de volume, e pequenos ferimentos após o procedimento. O uso de um sutiã especial ou uma malha de compressão auxilia no processo de cicatrização. As malhas de compressão proporcionam conforto e sustentação, diminuem o inchaço e ajudam a manter a posição dos implantes. Caso seja utilizado um dreno cirúrgico, ele geralmente será retirado em até 3 dias após o procedimento, e as suturas caso não sejam absorvíveis são removidas após 7 a 10 dias.

Você provavelmente poderá voltar ao trabalho após três a sete dias do procedimento. No entanto, é importante evitar atividades intensas e carregamento de peso por três ou quatro semanas. Dirigir é permitido após 10-14 dias. A drenagem linfática das mamas não é recomendada nestes casos para evitar a movimentação dos implantes.

O resultado definitivo será visível depois que os implantes estiverem adaptados e o inchaço tiver desaparecido por completo. É importante lembrar que a forma das mamas continuará sofrendo mudanças ao longo do tempo.