Cirurgias Estéticas > Nariz
nariz

Rinoplastia Aberta


veja o vídeo

A remodelagem nasal ou rinoplastia é um dos procedimentos mais comuns de cirurgia plástica realizados atualmente. Muitas vezes, a estrutura ou tamanho do nariz não é proporcional aos demais traços do rosto. A cirurgia estética nasal deve estar sempre acompanhada de uma boa avaliação pré-operatória da função nasal, para evitar possíveis problemas repiratórios após a cirurgia. É importante entender que, para se submeter à rinoplastia é necessário ter, pelo menos, quinze anos, pois este procedimento somente deve ser realizado após o nariz desenvolver-se completamente.

A estrutura do nariz é composta principalmente, de osso e cartilagem. A porção superior do nariz é sustentada por osso. Gibas dorsais, que são áreas de cartilagem ou osso acumulados, que podem formar-se ao longo do dorso ou cavalete nasal. A porção inferior do nariz é sustentada por diferentes placas de cartilagem que se estendem lateralmente a partir do centro do nariz, determinando o formato e a aparência da ponta do nariz.

Indicações

Os procedimentos de remodelagem nasal podem auxiliar a corrigir a aparência desproporcional do nariz, alterar o tamanho, formato, a largura das narinas ou o ângulo entre o nariz e o lábio superior. Além disso, os procedimentos de remodelagem nasal podem ser realizados para corrigir um defeito de nascença ou dano nasal, assim como problemas respiratórios crônicos. A rinoplastia aberta geralmente é utilizada para tratamentos do dorso e ponta nasal e deve ser priorizada em rinoplastias secundárias.

Procedimento Cirúrgico

A rinoplastia deve ser sempre realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral ou sedação. A duração da rinoplastia pode variar entre 2 a 5 horas dependendo da extensão e técnica empregadas.

Durante o procedimento de rinoplastia aberta, o cirurgião realiza pequenas incisões através da columela e na parte interna de cada narina. Diferença da rinoplastia fechada, estas incisões permitem ao cirurgião erguer a pele do osso e cartilagem do nariz. Ao fazê-lo, o cirurgião pode examinar com clareza a estrutura nasal e fazer os ajustes precisos na sua forma e estrutura.

Em pacientes cuja ponta do nariz é larga ou bulbosa, o cirurgião pode optar por remover uma porção da cartilagem alar da ponta do nariz. Dependendo da sua anatomia e da extensão da intervenção necessária, o cirurgião pode optar por utilizar suturas para curvar ou retrair as cartilagens alares para criar uma ponta mais estreita ou ajustar a sua posição.

Em geral, a giba dorsal consiste, sobretudo, de cartilagem e algum osso. O cirurgião pode utilizar um raspador cirúrgico fino para suavizar a giba dos ossos nasais e ressecar parte da giba cartilaginosa, que depois deverá ser reconstruída.

Embora não seja sempre necessária, a osteotomia pode ser realizada para corrigir um dorso nasal alto com uma giba dorsal, fechar um telhado aberto após a remoção de uma giba dorsal ou criar uma base mais estreita do nariz.

Sendo assim, a rinoplastia aberta tem como princípios básicos separar a pele do nariz das estruturas ósseas e cartilaginosas, esculpir as cartilagens e os ossos de forma simétrica, melhorar o sistema respiratório e fortalecer o esqueleto nasal por meio de enxertos e pontos de fixação.

Pós-operatório

A alta hospitalar costuma ser dada 12-24hs após o procedimento. Como com qualquer procedimento cirúrgico, você provavelmente irá sentir alguma dor, hematomas e edema, sobretudo, na porção superior do rosto e ao redor dos olhos. Estes sintomas irão começar a desaparecer nos primeiros dias após a cirurgia.

Pontos, bandagens e os splints nasais permanecem por cerca de cinco a sete dias. Embora a maior parte do edema desapareça em poucas semanas, um edema de pouca importância pode persistir por alguns meses. É possível retornar ao trabalho em poucos dias e retomar as atividades normais em aproximadamente uma ou duas semanas.

Rinoplastia Fechada


veja o vídeo

A remodelagem nasal ou rinoplastia é um dos procedimentos mais comuns de cirurgia plástica realizados atualmente. Muitas vezes, a estrutura ou tamanho do nariz não é proporcional aos demais traços do rosto. A cirurgia estética nasal deve estar sempre acompanhada de uma boa avaliação pré-operatória da função nasal, para evitar possíveis problemas repiratórios após a cirurgia. É importante entender que, para se submeter à rinoplastia é necessário ter, pelo menos, quinze anos, pois este procedimento somente deve ser realizado após o nariz desenvolver-se completamente.

A estrutura do nariz é composta, principalmente, de osso e cartilagem. A porção superior do nariz é sustentada por osso. Gibas dorsais, que são áreas de cartilagem ou osso acumulados, podem formar-se ao longo do dorso ou cavalete nasal. A porção inferior do nariz é sustentada por diferentes placas de cartilagem que se estendem lateralmente a partir do centro do nariz, determinando o formato e a aparência da ponta do nariz.

Indicações

Os procedimentos de rinoplastia podem auxiliar a corrigir a aparência desproporcional do nariz, alterar o tamanho ou formato do nariz, a largura das narinas ou o ângulo entre o nariz e o lábio superior. Além disso, podem ser realizados para corrigir um defeito de nascença ou dano nasal, assim como problemas respiratórios crônicos. A rinoplastia fechada geralmente é utilizada para tratamentos do dorso nasal e deve ser evitada em rinoplastias secundárias.

Procedimento Cirúrgico

A rinoplastia deve ser sempre realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral ou sedação. A duração da rinoplastia pode variar entre 1 a 3 horas dependendo da extensão e técnica empregadas.

Durante o procedimento de rinoplastia fechada, o cirurgião realiza pequenas incisões no interior das narinas para ter acesso ao osso e à cartilagem. À diferença da rinoplastia aberta, a pele não é erguida da estrutura do nariz. Utilizando instrumentos muito pequenos, o médico irá remodelar o nariz, removendo ou acrescentando osso, cartilagem e tecido para obter a aparência desejada.

Em pacientes cuja ponta do nariz é larga ou bulbosa, o cirurgião pode optar por remover uma porção da cartilagem alar da ponta do nariz. Dependendo da sua anatomia e da extensão da intervenção necessária, o cirurgião pode optar por utilizar suturas para curvar ou retrair as cartilagens alares para criar uma ponta mais estreita ou ajustar a sua posição.

Em geral, a giba dorsal consiste, sobretudo, de cartilagem e algum osso. O cirurgião pode utilizar um raspador cirúrgico fino para suavizar a giba dos ossos nasais e ressecar parte da giba cartilaginosa, que depois deverá ser reconstruída.

Embora não seja sempre necessária, a osteotomia pode ser realizada para corrigir um dorso nasal alto com uma giba dorsal, fechar um telhado aberto após a remoção de uma giba dorsal ou criar uma base mais estreita do nariz.

Sendo assim, a rinoplastia aberta tem como princípios básicos separar a pele do nariz das estruturas ósseas e cartilaginosas, esculpir as cartilagens e os ossos de forma simétrica, melhorar o sistema respiratório e fortalecer o esqueleto nasal por meio de enxertos e pontos de fixação.

Pós-operatório

A alta hospitalar costuma ser dada 12-24hs após o procedimento. Como com qualquer procedimento cirúrgico, você provavelmente irá sentir alguma dor, hematomas e edema, sobretudo, na porção superior do rosto e ao redor dos olhos. Estes sintomas irão começar a desaparecer nos primeiros dias após a cirurgia.

Pontos, bandagens e os splints nasais permanecem por cerca de cinco a sete dias. Embora a maior parte do edema desapareça em poucas semanas, um edema de pouca importância pode persistir por alguns meses. É possível retornar ao trabalho em poucos dias e retomar as atividades normais em aproximadamente uma ou duas semanas.

Rinoplastia Secundária

A rinoplastia secundária é definida como uma cirurgia que visa corrigir defeitos estéticos e/ou funcionais que resultaram de uma rinoplastia prévia. A realização de uma rinoplastia secundária depende do grau de insatisfação do paciente com o resultado e principalmente se os tecidos locais permitem um conserto satisfatório. Embora seja possível corrigir a maioria dos problemas, alguns pacientes possuem condições (especialmente em relação à pele e a mucosa interna do nariz) que tornam a situação inoperável.

Devido à complexidade da cirurgia, alguns recomendam que ela seja realizada apenas por um especialista em rinoplastia. Verifique as referências de seu cirurgião tais como sua formação, especialização, sociedades às quais é membro e sua experiência com rinoplastias.

Indicações

Os pacientes que procuram a rinoplastia devem entender que não existe nariz perfeito. Todos nós temos defeitos que seriam facilmente apontados por um especialista em rinoplastia. Por isso, o paciente deve encarar a cirurgia como uma maneira de melhorar o formato do seu nariz.

A rinoplastia secundária busca corrigir a aparência desproporcional do nariz e defeitos funcionais que resultaram de uma rinoplastia prévia. Entre os principais motivos estão o desalinhamento do dorso e/ou das cartilagens da ponta, irregularidades visíveis e dificuldades para respirar. A rinoplastia aberta geralmente é o tratamento de escolha, associada à técnica de rinoplastia estruturada.

Procedimento Cirúrgico

A rinoplastia deve ser sempre realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia geral ou sedação. A duração da rinoplastia pode variar entre 3 a 6 horas dependendo da extensão e técnica empregadas.

Durante o procedimento de rinoplastia aberta, o cirurgião realiza pequenas incisões através da columela e na parte interna de cada narina. Diferença da rinoplastia fechada, estas incisões permitem ao cirurgião erguer a pele do osso e cartilagem do nariz. Ao fazê-lo, o cirurgião pode examinar com clareza a estrutura nasal e fazer os ajustes precisos na sua forma e estrutura.

Em pacientes cuja ponta do nariz é larga ou bulbosa, o cirurgião pode optar por remover uma porção da cartilagem alar da ponta do nariz. Dependendo da sua anatomia e da extensão da intervenção necessária, o cirurgião pode optar por utilizar suturas para curvar ou retrair as cartilagens alares para criar uma ponta mais estreita ou ajustar a sua posição.

Em geral, a giba dorsal consiste, sobretudo, de cartilagem e algum osso. O cirurgião pode utilizar um raspador cirúrgico fino para suavizar a giba dos ossos nasais e ressecar parte da giba cartilaginosa, que depois deverá ser reconstruída.

Embora não seja sempre necessária, a osteotomia pode ser realizada para corrigir um dorso nasal alto com uma giba dorsal, fechar um telhado aberto após a remoção de uma giba dorsal ou criar uma base mais estreita do nariz.

Não é incomum nas rinoplastias secundárias a necessidade de obter enxertos de cartilagem de outras áreas do corpo, tais como as orelhas e cartilagens costais, para uma melhor estruturação do nariz na tentativa de minimizar as consequências das forças cicatriciais. Questione seu cirurgião quanto à esta possibilidade.

Pós-operatório

A alta hospitalar costuma ser dada 12-24hs após o procedimento. Como com qualquer procedimento cirúrgico, você provavelmente irá sentir alguma dor, hematomas e edema, sobretudo, na porção superior do rosto e ao redor dos olhos. Estes sintomas irão começar a desaparecer nos primeiros dias após a cirurgia.

Pontos, bandagens e os splints nasais permanecem por cerca de cinco a sete dias. Embora a maior parte do edema desapareça em poucas semanas, um edema de pouca importância pode persistir por alguns meses. É possível retornar ao trabalho em poucos dias e retomar as atividades normais em aproximadamente uma ou duas semanas.