Notícias
  • Publicado em:21/12/2016

A rinoplastia, popularmente conhecida como cirurgia de nariz, é uma das cirurgias mais realizadas no país e a procura pelo procedimento têm crescido muito entre os homens. De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, esta é a segunda cirurgia plástica mais realizada pelo público masculino.

Normalmente, os homens buscam a rinoplastia visando uma melhora funcional e estética, a maioria deseja um nariz reto na visão frontal e um nariz mais masculino e natural. É muito comum as pessoas terem dúvidas sobre as diferenças entre a rinoplastia feminina e a rinoplastia masculina.

Mas na verdade não há grandes diferenças, o que é possível destacar é que nos homens o nariz geralmente possui proporções um pouco maiores, um dorso mais retilíneo no perfil e a ponta tem rotação de 90 a 95 graus, o que é um pouco menos do que em mulheres, cuja rotação normal é entre 95 e 105 graus.

Então, o que muda são as características e as correções que serão realizadas durante a rinoplastia masculina. Mas tanto para homens como para mulheres a avaliação do cirurgião plástico leva em conta todas as necessidades individuais e é partir dela que as técnicas cirúrgicas a serem realizadas são definidas.

A cirurgia de nariz pode ser feita a partir dos 16 anos, quando as estruturas ósseas e cartilaginosas do nariz e da face estão plenamente desenvolvidas. O procedimento pode reduzir ou aumentar o tamanho do nariz, alterar a forma da ponta e do dorso, diminuir o tamanho das narinas, refinar a ponta e alterar o ângulo entre o nariz e o lábio superior. Além de corrigir defeitos já presentes no nascimento, sequelas de traumatismos, rinoplastias prévias e ajudar a resolver problemas respiratórios.

Os resultados da rinoplastia masculina são tão satisfatórios quanto a rinoplastia feminina. Mas é sempre importante destacar que para uma cirurgia de nariz possuir bons resultados é preciso que seja realizada por um cirurgião plástico especializado, que tenha título de especialista e seja membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Fonte: Minha Vida