Notícias
  • Publicado em:09/03/2017

Engana-se quem pensa que com o fim do verão a pele deixa de demandar cuidados especiais. "Mesmo nos dias nublados, típicos do outono, é preciso usar protetor solar, pois a emissão de raios ultravioleta é ininterrupta", alerta Dr. Gilvan Alves, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Para quem ainda tem dúvidas o médico adverte: o fator mínimo de proteção é 15.

Para proteger o maior órgão do corpo humano na nova estação, é necessário evitar os longos banhos quentes, o excesso de sabonete e os produtos à base de álcool. "A água quente é um dos principais fatores prejudiciais à saúde da pele, pois retira a gordura natural - chamada de manto lipídico, necessária à manutenção de uma aparência saudável", explica o médico. Os sabonetes alcalinos e os banhos regados a muita espuma também não são indicados. A dica é utilizar para a limpeza apenas água morna e um pouco de sabão, preferencialmente com pH neutro. 

Outro cuidado é com a hidratação. "Além de usar cremes com princípios ativos uréia e lactato de amônia, é preciso promover a hidratação de dentro para fora, com a ingestão de pelo menos 2 litros de água por dia", complementa o dermatologista. No mais, é buscar a inspiração nos ciclos da natureza e aproveitar o outono para dedicar um tempo aos cuidados com a pele, que costuma ser castigada com os excessos do verão.

Fonte: Minha Vida