Notícias
  • Publicado em:01/08/2018

O que primeiro vemos no espelho? Nosso rosto, é claro. E é natural que queiramos que ele sempre esteja bonito e perfeito.

Mas nem sempre do jeito que nascemos é o que desejamos, então muitos recorrem a cirurgia plástica para os mais diversos objetivos, como afinar o nariz e etc. Além das cirurgias para correção por conta de acidentes, queimaduras, cicatrizes, e outras doenças em que se faça necessária uma intervenção cirúrgica.

Não importa qual foi o seu motivo, o que precisa saber é a enorme importância dos tratamentos e acompanhamentos pós cirúrgicos para que se obtenha o melhor resultado possível. Existem numerosas técnicas disponíveis nas clínicas de estética que podem acelerar a recuperação e promover um resultado ainda melhor.

A assiduidade do paciente no consultório e a sua colaboração seguindo as orientações médicas são fundamentais no período pós cirúrgico para que se alcance resultados satisfatórios!

 

Algumas técnicas que são indicadas no pós cirúrgico:

  • Drenagem linfática: a drenagem visa reduzir o inchaço pós cirúrgico, pois sua aplicação ajuda a remover o líquido acumulado entre as células. A drenagem também aumenta o fluxo de sangue pelos tecidos, melhorando a nutrição celular, hidratação e captação de oxigênio. Ou seja, os tecidos vão melhorando e a cicatrização é acelerada.
  • Ultrassom: a aplicação do ultrassom emite ondas que fragmentam as células de gordura abaixo da pele, tornando mais rápida sua eliminação. Com essa técnica há também um aumento na reabsorção linfática e aumento da circulação sanguínea.
  • Radiofrequência: indicado para pessoas com flacidez facial, estimula produção de colágeno e melhora a circulação sanguínea.
  • Uso de cosméticos específicos e filtro solar também não devem ser negligenciados.

O pós cirúrgico deve ser iniciado tão logo o médico autorize, quantos antes iniciados, maiores os benefícios para o paciente.

Os objetivos dos tratamentos pós cirúrgicos são diminuição de dor, diminuição de desconforto e aceleração da cicatrização.

Lembre-se: o tratamento deve ser feito por profissional capacitado para que não comprometa o resultado final da cirurgia. Assim como a ausência desses tratamentos pós cirúrgicos, podem acarretar formação de cicatrizes, queloides, distrofias e etc.

O tratamento não acaba no fim da cirurgia, é imprescindível dar continuidade ao processo para que você se olhe no espelho e realmente fique satisfeito!

 

-

Fonte: Blog da Estética